1 Disfarce

por Júlio Freitas


Hoje encontrei um poema
não falava de amor
e fedia a esgoto
não rimava com dor
mas sim, com biscoito.

Acabei de encontrá-lo
no ralo
do banheiro
era feio e sujo
e escarrava
o tempo inteiro.

Ninguém o leu.
Ninguém o quis.

Pensei num disfarce.
Então lavei-o, passei perfume
botei pomada pra que a bunda não lhe assasse
guardei numa caixa bem bonita
e só assim eu consegui que o publicassem.


preserve os direitos do autor
_______________________________
para mais informações entre em contato

1 Respostas para "Disfarce"

  1. Dago Casca 13 de junho de 2012 19:38
    Muito bom!!! Excelente trabalho!

Postar um comentário

Escreva para o Além da Literatura. Contribua com o seu talento. Entre em contato para maiores informações.