1 O pacto de um fã e a influência das celebridades

por Israel.França

A relação celebridades/fã parece ter se iniciado de um pacto. Não demoníaco, mas pacto “celebrítico”, uma palavra que acabei de inventar. Um pacto que nunca existiu, porque nunca houve essa necessidade, pois os fãs sabem quais são as regras para manter essa relação: adorar o ídolo. Se houvesse um pacto, talvez as pronúncias durante o ritual, por parte dos que querem fazer parte do grupo, seriam: "prometo adorá-lo até o fim de minha vida, ouvindo suas canções, comprando todos os seus álbuns originais, decorando todas as suas músicas, fazendo parte de pelo menos um fã clube se possível, ir a pelo menos um show de sua banda, seja em minha cidade ou em outra. Meu prazer é ouvi-lo(la), e ser fiel ao seu gênero."


Não é como adorar um deus de verdade, mas como "amar" um deus de verdade. O verdadeiro fã é fiel ao seu ídolo, não encontrando outros "deuses" para adorar. Mas ele não mata em nome dessa "fé", pois é uma relação muito saudável. O ídolo sabe que ele só está no auge por causa de "seus seguidores", e que se não fossem eles a fama não existiria. A própria palavra "fã" se assemelha um pouco com a palavra "fé", tanto no pronúncia quanto nas sílabas. 

O maior problema de quem é famoso, é que o ídolo está em volto geralmente pelos puxa-sacos (estes não são os fãs), e vez ou outra é massacrado pela mídia, que insiste em dizer uma verdade que não existe. E isso talvez seja a principal causa responsável pelo afastamento do ídolo com seus admiradores. Quando não conseguem o contato com aquele que está no ápice de sua carreira, publicam possíveis mentiras, distorcem a verdade e destroem uma possível relação do índolo/fã, porque de uma certa forma, mesmo que distante demais, a mídia, que é a responsável pela divulgação do artista, é também fã, o que faz o artista generalizar a quem o ama.

Preparemo-nos o altar, e nos sentaremos na calçada, pois aquele artista irá passar em minha rua. Eu posso até não gostar dele, mas faz um sucesso tremendo pelo mundo, a ponto de me fazer admirá-lo mesmo não comprando seus CDs ou lendo os seus livos.

1 Respostas para "O pacto de um fã e a influência das celebridades"

  1. Rafinha santos 4 de abril de 2010 12:11
    interessante
    essa é uma visão diferente
    uma verdade que talvez poucos vejam...

Postar um comentário

Escreva para o Além da Literatura. Contribua com o seu talento. Entre em contato para maiores informações.