2 Atentado na região do coração

por Israel França

Fui fatalmente vitimado
Por um terrível atentado contra o meu coração
Maldita e suposta suspeita procurada:
A temível e impertinente Solidão.

Esta maldita está à solta
largada pelo mundo afora
Eu, com as consequências do escombro
Fico, mas ela não vai embora.

É desalento, é sentimento doloroso.
É covardia, é inquietação
É rebeldia, é motivo de tristeza
Por parte do meu coração.

Inquieto, repouso mil e uma noites seguidas
Mas não durmo pensando na maldita
Pairo no fundo do poço, sozinho e rancoroso
Minha mente ainda vive, porém reflete aflita

Pousado na sarjeta de um estado assombroso
É uma dor incomparável de um coração desatento
Sentimento macabro, vil e insosso
Sinto o cheiro do detestável sentimento

Coração amigável
Soluça no peito sangrento
Doado pela solidão impertinente
Maldita, desgraçada
Que feriu-me impunemente

Não sou mesmo um ser de sorte
Já apanhei muito desse sentimento
Hoje sou fraco, mas ja fui forte
Ela eu não suporto, é pior que a morte
Sou pra ela um divertimento.

Isso tudo é sórdido, é triste, é solitário
É a abdicação do próprio ser
Ela veio de surpresa dizer ao meu coração
Que não posso mais viver.

Caio sem forças e sem rebeldia ao chão
Meu mundo está girando
Estou quase me entregando
Grito: "não", sem forças, em vão.

A podridão da tristeza ainda me assola
A sete palmos do chão
Hoje faço versos, canto esta canção
Sofrer, perder, estar amargurado
Um dia fui sepultado pela maldita solidão.

preserve os direitos do autor
________________________________
para mais informações entre em contato

2 Respostas para "Atentado na região do coração"

  1. Célia Regina 3 de julho de 2010 21:39
    "Há de existir um momento em que tu precisarás de tua companhia...
    Fazes bom uso de ti.
    Sim! Porque, tu és a melhor de todas as presenças nesse Universo"!
    (Célia Regina Carvalho)
  2. Célia Regina 17 de julho de 2010 17:56
    Oi, Israel... Estou a correr com as ocupações do trabalho, mas, ainda tenho tempinho para snetir saudades das coisas boas da vida. Há!braços

Postar um comentário

Escreva para o Além da Literatura. Contribua com o seu talento. Entre em contato para maiores informações.